9 verdades e 1 mentira do Barão: Língua Francesa

Caríssimas e caríssimos,

 

Vamos dar continuidade a nossa brincadeira com as línguas estrangeiras! O idioma de hoje não é tão falado e tão popular quanto a Língua Inglesa e a Língua Espanhola, mas também se trata de uma disciplina muito interessante e que pode representar um diferencial para aqueles (as) que atuam ou desejam atuar profissionalmente no âmbito internacional.

Em relação às seleções públicas, a matéria não costuma ser requerida com frequência. Porém, o concurso da diplomacia (CACD) é a exceção dessa regra, haja vista que a língua compõe o conteúdo programático de seu edital há alguns anos. Sendo assim, os pupilos e as pupilas que querem se tornar diplomatas não podem esquecer dessa disciplina durante os estudos.

A seguir, temos a relação supimpa do mestre Frédéric Estève sobre vocabulário e os chamados “falsos amigos” desse idioma. Será que vocês estão afiados e conseguem descobrir o que não é verdade?

Amusez-vous bien! 😉

 

9 vérités et 1 mensonge à propos du vocabulaire et des faux-amis de la langue française:

  1. Je peux remplacer la phrase “Je parle à quelqu’un” par “Je parle à une personne“.
  1. En France, la Mairie et la Préfecture ne sont pas synonymes.
  1. Quand je discute avec un interlocuteur, c’est que je converse avec lui.
  1. Dans la réforme de l’orthographe française en 2016, le pronom relatif “” peut à présent s’écrire indifféremment avec ou sans accent.
  1. Il continue à travailler dans cette entreprise” a le même sens que “Il continue de travailler dans cette entreprise“.
  1. Dans la phrase: “c’est un bateau que l’on voit là-bas“, le “l’“est facultatif (mais fréquemment utilisé à l’écrit!).
  1. Si je souhaite “Bonne nuit” à une personne, c’est qu’elle va dormir.
  1. Le dessert “Petit Gâteau” n’existe pas en France avec ce nom.
  1. Le mot “Hexagone” est une métaphore pour désigner la France métropolitaine.
  1. J’utilise la phrase “Vous voulez un café?” pour m’adresser à une seule personne ou à un groupe.

 

Gabarito em breve!

 

[Atualização em 08 de maio: a mentira é o número 4.]

 

 

Participação especial neste post:

9 verdades e 1 mentira do Barão: Língua Inglesa

Estimados pupilos e pupilas,

 

Como já estamos carecas de saber (no meu caso, literalmente!), a Língua Inglesa é um idioma essencial na vida dos (as) profissionais de carreiras internacionais. Por esse motivo, dessa vez, a brincadeira será com essa disciplina!

Nossa mestra querida Manoela Assayag preparou uma relação supimpa sobre a etimologia das palavras, para que vocês possam aprender um pouco mais sobre esse tema e enriquecer seu vocabulário. Uma das explicações, porém, não é verdadeira. Qual será ela?

Enjoy! 🙂

 

9 truths, 1 etymological lie about the English language:

  1. The word ‘nuke’, short for nuclear weapon, is used in slang to refer to ‘cooking in a microwave oven’.
  1. One of the origins of the adjective ‘brash’ (you might think of a narcissistic world leader as an example here!) is the German verb ‘brechen’, which means… to vomit!
  1. One of the old meanings of the noun ‘mission’ was ‘purification of the soul’.
  1. The noun ‘jeopardy’ comes from the Old French ‘jeu parti’, which means ‘divided, uncertain game’.
  1. The noun ‘cabinet’ comes from the Latin ‘cavea’, which means ‘den for animals’.
  1. The noun ‘protocol’ comes from the Greek ‘protokollon’, which means ‘first sheet glued onto a manuscript’.
  1. One of the old meanings of the noun ‘quarantine’ refers to the desert in which Christ fasted for 40 days.
  1. The noun ‘brouhaha’ (which is synonymous with both ‘furor’ and ‘uproar’) is also used in French, but possibly comes from the Hebrew “barúkh habá” (“blessed is he who comes”).
  1. The adjective ‘draconian’ relates to Draco, the first legislator of Athens in Ancient Greece, who made death the penalty for most offences.
  1. The noun ‘consul’ was used to refer to magistrates in ancient Rome.

Sources: Online Etymology Dictionary; Cambridge Dictionary.

 

Gabarito em breve!

 

[Atualização em 05 de maio: a mentira é o número 3.]

 

 

Participação especial neste post: