O Internacional em Debate #2: Saúde pública e economia brasileira pós-Operação Carne Fraca

Minhas caras e meus caros,

No segundo vídeo da nossa série de debates, abordamos a influência da Operação Carne Fraca na política doméstica, no comércio exterior e na reputação internacional do Brasil, com potenciais repercussões para a saúde global. Deflagrada pela Polícia Federal na última sexta-feira, dia 17 de março, a Operação Carne Fraca expôs um esquema de corrupção envolvendo empresas do setor alimentício, incluindo gigantes exportadoras de carne e de proteína animal que ajudaram a posicionar o Brasil como um dos grandes produtores do planeta.

Para além da discussão nacional sobre mais um episódio de corrupção, a Operação desencadeou um crescente escândalo, inspirando reportagens nos principais veículos de mídia e justificando o banimento temporário de importações de proteína animal brasileira na China, no Chile e na Coreia do Sul. Na União Europeia, a divulgação das descobertas sobre as más condições sanitárias da carne brasileira já tem inspirado pressões do setor pecuário irlandês (nosso principal competidor naquele continente) por mais um banimento significativo. As consequências para a economia brasileira já se sentem, com ações de grandes empresas despencando, e prometem se acirrar.

img_20170324_184200

Enquanto isso, especialistas em saúde pública e em segurança alimentar observam alarmados e exigem maiores informações sobre os desdobramentos dos procedimentos de adulteração de produtos impróprios para uso para o bem-estar de humanos e animais que os vêm consumindo. Descontando possíveis narrativas de pânico, a confirmação desses riscos cria oportunidades para um debate mais profundo sobre sustentabilidade na cadeira produtiva brasileira.

Neste episódio de O Internacional em Debate, os mestres Daniel Sousa e Manoela Assayag explicam as consequências da Operação da Polícia Federal no que diz respeito à economia brasileira e à saúde pública internacional. Confira, abaixo, essa discussão importante e que nos ajuda entender em que medida um procedimento interno de um país pode afetar diretamente as suas relações exteriores.

 

Participações especiais neste post:

avatar_sousaDaniel Sousa – Professor de Economia de Carreiras Internacionais do Clio/Damásio. Possui mestrado em Economia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e Especialização em Innovation in Business Learning por Boston College. Seus principais objetos de estudo são análise de investimentos, regulamentação e avaliação econômica.

 

avatar_manoela

Manoela Assayag – Professora de Língua Inglesa de Carreiras Internacionais do Clio/Damásio. Doutora em Relações Internacionais e Ciência Política e Mestre em Estudos Internacionais e Ciência Política pelo Institut de Hautes Études Internationales et du Développement (IHEID), Genebra, Suíça. Seus principais objetos de estudo são governança global, desenvolvimento sustentável, saúde global e meio ambiente.

O Mundo em 3 Minutos #1: Operação Carne Fraca e seus impactos econômicos

Queridas pupilas e queridos pupilos,

Diversos temas sobre política, economia, comércio, diplomacia, entre outros são noticiados e debatidos diariamente ao redor do globo e acompanhar todas as discussões correntes, por vezes, se torna uma tarefa um tanto quanto difícil. Como estou aqui com a honrosa missão de ajudar-lhes nos desafios que surgem no decorrer dos estudos e da preparação, convidei professores e profissionais especializados para comentar e explicar as temáticas internacionais em alta no momento e apresentar a vocês O Mundo em 3 Minutos, a mais nova série em vídeos do blog!

Como o nome já dá a entender, em cada vídeo, o (a) convidado (a) da vez irá abordar e esclarecer as principais dúvidas sobre um tópico mundial, para que vocês possam se informar e se atualizar sobre o assunto de maneira tranquila e satisfatória. 😉

Na semana passada, um assunto em particular ganhou destaque nos noticiários nacionais e estrangeiros. A execução da Operação “Carne Fraca” pela Polícia Federal, em seis estados e no Distrito Federal brasileiros, identificou um esquema de funcionários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento suspeitos de receber propina para liberar carnes para venda sem serem devidamente inspecionadas. Não por menos, tal fato gerou uma grande preocupação nos consumidores internos e externos do produto. Em âmbito internacional, os principais importadores de carne do Brasil pediram a suspensão das encomendas oriundas das unidades de produção envolvidas na investigação. Diante da grande repercussão, União Europeia, China, Coreia do Sul e Chile anunciaram restrições temporárias à entrada de carne brasileira na última segunda-feira (20/03).

O ministro brasileiro da Agricultura, Blairo Maggi, afirmou que o posicionamento desses países é natural após o amplo noticiário sobre a operação e salientou que é possível que a decisão seja revertida à medida que as informações forem esclarecidas. No entanto, há o receio de que esse impasse possa resultar em uma queda significativa das exportações brasileiras em 2017, conforme destacou o presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto Castro. Tendo em vista que levará um certo tempo para que os países obtenham as explicações necessárias do Governo brasileiro e executem seus próprios controles, a perda comercial pode chegar a números expressivos.

Para esclarecer as principais questões e impactos decorrentes da Operação “Carne Fraca” na economia brasileira, no primeiro episódio d’O Mundo em 3 Minutos, contamos com o vasto conhecimento do nosso querido mestre de Economia, Daniel Sousa. Confira, abaixo, as valiosas explicações do professor e deixe sua impressão ou considerações sobre o tema nos comentários!

 

Participação especial neste post: