9 verdades e 1 mentira do Barão: Língua Francesa

Caríssimas e caríssimos,

 

Vamos dar continuidade a nossa brincadeira com as línguas estrangeiras! O idioma de hoje não é tão falado e tão popular quanto a Língua Inglesa e a Língua Espanhola, mas também se trata de uma disciplina muito interessante e que pode representar um diferencial para aqueles (as) que atuam ou desejam atuar profissionalmente no âmbito internacional.

Em relação às seleções públicas, a matéria não costuma ser requerida com frequência. Porém, o concurso da diplomacia (CACD) é a exceção dessa regra, haja vista que a língua compõe o conteúdo programático de seu edital há alguns anos. Sendo assim, os pupilos e as pupilas que querem se tornar diplomatas não podem esquecer dessa disciplina durante os estudos.

A seguir, temos a relação supimpa do mestre Frédéric Estève sobre vocabulário e os chamados “falsos amigos” desse idioma. Será que vocês estão afiados e conseguem descobrir o que não é verdade?

Amusez-vous bien! 😉

 

9 vérités et 1 mensonge à propos du vocabulaire et des faux-amis de la langue française:

  1. Je peux remplacer la phrase “Je parle à quelqu’un” par “Je parle à une personne“.
  1. En France, la Mairie et la Préfecture ne sont pas synonymes.
  1. Quand je discute avec un interlocuteur, c’est que je converse avec lui.
  1. Dans la réforme de l’orthographe française en 2016, le pronom relatif “” peut à présent s’écrire indifféremment avec ou sans accent.
  1. Il continue à travailler dans cette entreprise” a le même sens que “Il continue de travailler dans cette entreprise“.
  1. Dans la phrase: “c’est un bateau que l’on voit là-bas“, le “l’“est facultatif (mais fréquemment utilisé à l’écrit!).
  1. Si je souhaite “Bonne nuit” à une personne, c’est qu’elle va dormir.
  1. Le dessert “Petit Gâteau” n’existe pas en France avec ce nom.
  1. Le mot “Hexagone” est une métaphore pour désigner la France métropolitaine.
  1. J’utilise la phrase “Vous voulez un café?” pour m’adresser à une seule personne ou à un groupe.

 

Gabarito em breve!

 

[Atualização em 08 de maio: a mentira é o número 4.]

 

 

Participação especial neste post:

9 verdades e 1 mentira do Barão: Língua Espanhola

Baronesas e Barões,

 

Além do domínio da Língua Inglesa, geralmente, os profissionais de carreiras internacionais buscam se aperfeiçoar em outros idiomas. Isso porque, nesta área, o contato com profissionais de outras nacionalidades é quase inevitável. Em algum momento da atuação, será necessária a comunicação com pessoas, organizações ou culturas de outros países e o conhecimento de uma língua diferenciada pode ser uma ferramenta importante nessa experiência. Ademais, algumas seleções públicas requerem certa compreensão de mais de uma língua estrangeira dos (as) candidatos (as) em suas provas. A exemplo disso, podemos citar o concurso da diplomacia (CACD) e o processo seletivo da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Dentre os idiomas mais requeridos nas seleções profissionais, tanto públicas quanto privadas, está a Língua Espanhola. A disciplina tem uma importância especial para o Brasil, visto que a maioria dos países vizinhos possuem essa língua como oficial. Portanto, é interessante reservar um tempo na agenda de estudos para essa matéria, pupilos!

Para nos ajudar a conhecer melhor o idioma, o professor Juan Martín listou algumas curiosidades e quer saber se vocês conseguem descobrir qual é a informação falsa. ¡Aquí vamos! 😀

 

9 verdades e 1 mentira de Língua Espanhola:

  1. O espanhol é uma língua romance que procede do latim, portanto, é irmã do português, do galego, do catalão, do francês, do italiano, do romeno e do occitano.
  1. Os nomes Santiago, Mateo e Juan são os mais usados na Argentina para homens.
  1. Em espanhol, se utiliza a palavra “ojalá”, que significa literalmente “que deus queira”. Só que, na verdade, estamos invocando a Alá. Assim, “ojalá” é uma evolução de “lawsha’aAllah”, árabe que logo virou “oxalá” e finalmente “ojalá”.
  1. Os nomes María, Sofía e Lucía são os mais usados na Argentina para mulheres.
  1. As palavras “ecuatorianos” e “aeronáuticos” tem as mesmas letras com uma ordem diferente.
  1. Cristoval Colon (como era conhecido Colombo na Espanha), quem tinha chegado a América sob as ordens dos Reis da Espanha, era português.
  1. Para o ano 2050, os Estados Unidos será o país onde o espanhol será o idioma mais falado.
  1. O “Español” é o segundo idioma mais falado no planeta: quase 500 milhões de pessoas. Só fica depois do chinês mandarim com uns 1.000 milhões.
  1. A língua oficial e co-oficial em 20 países no mundo (18 em América, 1 na Europa e 1 na África) é o espanhol.
  1. O espanhol foi o primeiro idioma oficial e unificado das Filipinas desde 1565, com a chegada dos espanhóis nessas terras asiáticas, até 1973, quando foi eliminado definitivamente como idioma oficial.

 

Gabarito em breve!

 

[Atualização em 08 de maio: a mentira é o número 6.]

 

 

Participação especial neste post:

9 verdades e 1 mentira do Barão: Língua Portuguesa

Minhas caras e meus caros,

 

Uma outra disciplina que é essencial para os concursos públicos é a Língua Portuguesa. Geralmente, o conteúdo abordado nas provas se concentra na parte de Gramática, porém algumas seleções costumam trabalhar também as temáticas de Literatura Brasileira, como é o caso do Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD). Por sinal, essa é uma das minhas matérias preferidas, em grande medida por mostrar como a nossa cultura é rica, plural e merece muito ser valorizada.

E, certamente, não poderíamos deixar esse belo conteúdo de fora da nossa brincadeira, não é mesmo? Fiz o convite para nossa queridíssima mestra Isabel Vega e ela nos presenteou com uma lista preciosa de informações sobre a vida e a obra de um dos maiores nomes da nossa Literatura: Machado de Assis! Portanto, pupilos e pupilas, aproveitem para incrementar seus conhecimentos sobre esse grande autor e, depois, me digam onde está a mentira machadiana! 🙂

 

9 verdades e 1 mentira de Língua Portuguesa – Literatura:

  1. Sílvio Romero, em crítica de 1897, citou, como elogio ao autor, o fato de Machado de Assis ser um genuíno representante da sub-raça brasileira cruzada.
  1. O apelido carinhoso de Machado de Assis, usado por D. Carolina, esposa do autor, em inúmeras cartas apaixonadas, era Machadinho.
  1. Os pais de Machado de Assis foram Francisco José de Assis, mulato, pintor de paredes, e a açoriana Maria Leopoldina Machado de Assis, lavadeira, que morreu quando o autor era ainda muito pequeno.
  1. O primeiro texto literário publicado por Machado de Assis foi um soneto, no jornal Periódico dos Pobres.
  1. Com a finalidade de assistir de graça a todas as peças teatrais da cidade do Rio de Janeiro, Machado de Assis exerceu o cargo não remunerado de censor teatral.
  1. Os romances mais famosos de Machado de Assis têm seus títulos associados a seus respectivos protagonistas, a saber, os nomes Brás Cubas e Quincas Borba, e o apelido de Bentinho, “Dom Casmurro”.
  1. O patrono escolhido por Machado de Assis para sua cadeira na Academia Brasileira de Letras foi José de Alencar, a quem muito estimava e admirava como romancista.
  1. Há suposições, entre estudiosos e biógrafos de Machado de Assis, quanto a ele ser o pai biológico de Mário de Alencar, filho de José de Alencar, o que justificaria a defesa constante e veemente daquele em relação ao talento duvidoso de Mário.
  1. O último livro publicado por Machado de Assis, em 1908, ano de sua morte, é o diário de Marcondes Aires, que assinava M.A, como Machado. No Memorial, há inúmeras referências a fatos ocorridos na vida do autor.
  1. O autor de Memórias de um sargento de milícias, Manuel Antônio de Almeida, além de chefe, foi grande incentivador e protetor de Machado de Assis, quando este era ainda aprendiz de tipógrafo.

 

Gabarito em breve!

 

[Atualização em 05 de maio: a mentira é o número 6.]

 

 

Participação especial neste post:

9 verdades e 1 mentira do Barão: Direito Interno

Caros pupilos e caras pupilas,

 

Se tem uma disciplina que aparece com frequência nos concursos públicos de carreiras internacionais e de outras áreas, essa é Direito Interno. Não é para menos! Trata-se de uma matéria interessantíssima, que nos permite conhecer e aprender mais sobre as leis e as normas jurídicas que moldam a vida em sociedade no nosso país.

O grande mestre Ricardo Macau nos brindou com seu riquíssimo conhecimento sobre o assunto e formulou o desafio de hoje sobre a disciplina! Confiram a lista e tentem achar a mentira, meus caros!

 

9 verdades e 1 mentira de Direito Interno:

  1. A Constituição Federal de 1988 (CF/88) foi a primeira Constituição na história brasileira que trouxe um rol expresso de princípios que regem a República Federativa do Brasil no âmbito das relações internacionais.
  1. Embora a CF/88 tenha extinguido todos os territórios existentes antes de sua promulgação, não proibiu a criação de novos territórios.
  1. Admite-se a aplicação da teoria do risco administrativo para determinar a incidência da responsabilidade civil objetiva em relação a atos praticados por empresas privadas.
  1. O rol de cláusulas pétreas da CF/88 não é taxativo. Existem também as chamadas cláusulas pétreas implícitas, a exemplo do voto direto.
  1. O nascituro não é considerado sujeito de direito pelo Código Civil brasileiro, porém tem seus direitos protegidos pela legislação vigente.
  1. O Poder Judiciário apenas pode realizar controle preventivo de constitucionalidade se for provocado por parlamentar mediante mandado de segurança.
  1. A iniciativa popular no processo legislativo não se aplica às emendas constitucionais. Trata-se, portanto, de uma característica inerente somente a projetos de lei ordinária e de lei complementar.
  1. Governadores de Estado e do DF e Prefeitos não gozam de nenhuma imunidade penal, haja vista que esta prerrogativa pertence apenas ao Chefe de Estado brasileiro.
  1. Existem direitos fundamentais que a CF/88 prevê exclusivamente para estrangeiros, como ocorre com o direito à naturalização extraordinária, que pode ser requerida por estrangeiro que tenha residência ininterrupta no Brasil há mais de 15 anos e ausência de condenação penal.
  1. A República não é a forma de Estado adotada pela CF/88.

 

Gabarito em breve!

 

[Atualização em 05 de maio: a mentira é o número 4.]

 

 

Participação especial neste post:

9 verdades e 1 mentira do Barão: História Mundial

Estimados (as) aspirantes a carreira internacional,

 

Precisamos conhecer bem o nosso passado para estarmos preparados para as situações do presente e do futuro, não é mesmo? Isso vale tanto para os acontecimentos no país quanto para o âmbito internacional. Sendo assim, o desafio de hoje será sobre a disciplina que possui exatamente esse objetivo!

Nosso grande mestre de História Mundial, Daniel Araújo, caprichou na tarefa e produziu uma relação fantástica, com alguns fatos que não são tão conhecidos da maioria. Mas o que será que não faz sentido nessa lista, meus caros?

Vejam abaixo e deem seus palpites!

 

9 verdades e 1 mentira de História Mundial:

  1. Franklin D. Roosevelt, trigésimo segundo presidente da História estadunidense, foi candidato derrotado nas eleições de 1920 e, pouco tempo depois, foi diagnosticado com poliomielite, o que não impediu sua eleição para governador de Nova York em 1928 e, posteriormente, para a Casa Branca, marcando seu nome como um dos principais políticos da História do século XX.
  1. Eva Perón, antes de se tornar primeira dama da Argentina, foi atriz. Evita começou sua carreira no cinema com o filme Segundos Afuera, lançado no país em 1937. Aproveitando a força do rádio naqueles tempos, decidiu dedicar-se as populares radionovelas e, em pouco tempo, tornou-se uma das mais bem pagas atrizes da Argentina. Em 1943, antes mesmo de conhecer Juan Domingo Perón, iniciou a sua carreira na política ao liderar o Sindicato Argentino de Rádio.
  1. Intitulando-se a quarta lâmina do comunismo mundial, o professor universitário Abmael Guzmán liderou o grupo marxista-leninista peruano Sendero Luminoso, que é considerado, por muitos, o mais letal movimento guerrilheiro comunista de toda a América Latina. Atualmente, encontra-se encarcerado na prisão de segurança máxima da Base Naval da Marinha de Guerra do Peru, construída especialmente para abrigar Abimael.
  1. Integrante mais destacado da Frente Sandinista de Libertação Nacional, Daniel Ortega foi eleito para seu terceiro mandato consecutivo no Executivo nacional nicaraguense. Afastado do discurso radical dos tempos em que ajudou na queda da Família Somoza, Ortega hoje tem excelentes relações econômicas com os Estados Unidos e é apoiado por importantes setores da Igreja Católica.
  1. Advogado de formação, o revolucionário russo Vladimir Ilyich Ulyanov, de família conservadora liberal, entrou em contato com a repressão política ainda na adolescência, quando seu irmão Alexander se envolveu em uma tentativa fracassada de assassinato do Alexandre III. A execução de seu irmão pelo czarismo teve grande impacto na formação do futuro líder da URSS.
  1. Em seus tempos de jornalista, Benito Mussolini esteve envolvido na edição de dois jornais socialistas: o L’Avvenire del Lavoratore e o Lotta di classe. Filho de um fervoroso ferreiro socialista, Mussolini rompe com as esquerdas por ocasião da Primeira Guerra Mundial, uma vez que defendia uma neutralidade ativa por parte da Itália, contra a orientação da II Internacional de absoluta neutralidade diante do conflito de 1914.
  1. Fonte de inspiração do deputado Paulinho da Força, o Solidarność é uma federação sindical polaca fundada em 1980, tornando-se protagonista das ações que levaram ao desgaste e a posterior queda do regime comunista local. Seu polêmico líder, Lech Wałęsa, venceu as primeiras eleições presidenciais livres após a queda da República Popular da Polônia, não conseguindo a reeleição. Desde então seu nome está envolvido em diversos escândalos, que vão desde corrupção até o envolvimento com a espionagem do regime comunista nos anos 1970.
  1. Ronald Reagan, quadragésimo presidente da história estadunidense, foi ator antes de entrar na política, o que rendeu uma piada no filme “De Volta para o Futuro”. No primeiro longa da franquia, lançado em 1985, a versão jovem do Doutor Brown não consegue acreditar que Reagan um dia poderia ser comandante do país, resistindo a ideia de que George McFly teria vindo do futuro para a cidade de Hill Valley dos anos 1960. De forma surpreendente, o presidente que liderava uma cruzada mundial contra o comunismo soviético naqueles tempos, se divertiu com a cena. Aproveitando-se da publicidade positiva, Reagan cita o filme em seu discurso para o Congresso de 1986.
  1. As mais de quarenta organizações anticastristas sediadas em Miami intensificaram suas ações contra a Ilha caribenha nos anos 1990, incentivando, por meio de folhetos, a queima de colheitas inteiras de cana-de-açúcar por exemplo. É nesse contexto que Fidel Castro lança Rede Vespa, uma operação que infiltrou um grupo de doze homens e duas mulheres espiões em grupos como o Hermanos Al Rescate e a Alpha 66. Descoberta pelo FBI em 1998, a operação foi dissolvida. Em 2014, três dos cinco detidos pelo governo estadunidense foram libertados em um contexto de retomada das relações diplomáticas entre Havana e Washington.
  1. Em seu décimo terceiro álbum de estúdio (Dance of Death), a banda britânica Iron Maiden lança uma música sobre a batalha de Paschendale, também conhecida como “A Terceira Batalha de Ypres”, uma das maiores da Primeira Guerra Mundial. O conflito se deu pelo controle da vila de Paschendale, perto da cidade de Ypres, na Bélgica. Após a vitória em novembro de 1917, ingleses, canadenses e australianos conseguiram romper a linha de defesa alemã, abrindo caminho à costa belga, onde estavam instaladas bases de submarinos alemães.

 

Em breve, colocarei o gabarito aqui!

 

[Atualização em 05 de maio: a mentira é o número 3.]

 

 

Participação especial neste post:

9 verdades e 1 mentira do Barão: Economia

Caríssimas e caríssimos,

 

É claro que a disciplina de Economia não poderia ficar de fora da brincadeira! Nosso querido professor Daniel Sousa preparou uma intrigante listagem, com dados e curiosidades econômicas sobre o Brasil e o mundo. De antemão, confesso que eu não consegui descobrir qual é a mentira até agora!

Será que vocês conseguem adivinhar a assertiva que não procede aí, pupilos? Tô curioso! 😁

 

9 verdades e 1 mentira de Economia:

  1. Campos Sales ficou conhecido como o “econômico” tamanha a intensidade do ajuste fiscal levado a cabo por seu governo.
  1. Hermes da Fonseca ficou conhecido como “homem da urucubaca” por ser considerado muito azarado.
  1. O Brasil não decretou nenhuma moratória da dívida externa durante o Império.
  1. Cortar despesa com juros ajudaria a melhorar o resultado primário do governo.
  1. O Brasil teve seis moedas distintas impressas pelo Banco Central entre 1985 e 1995.
  1. O PIB per capita de São Cristóvão e Nevis é maior que o do Brasil.
  1. O governo do Japão é muito mais endividado (%PIB) do que o da Grécia.
  1. O PIB per capita de Portugal é aproximadamente o dobro do que o Brasil.
  1. O yuan é uma das moedas de referência do Fundo Monetário Internacional (FMI).
  1. O IDH (2014) da Venezuela é maior que o do Brasil.

 

Gabarito em breve.

 

[Atualização em 05 de maio: a mentira é o número 4.]

 

 

Participação especial neste post:

9 verdades e 1 mentira do Barão: Direito Internacional

Digníssimos e Digníssimas,

 

O Direito Internacional Público também é uma disciplina de grande importância para aqueles e aquelas que desejam trilhar um caminho profissional no setor estrangeiro, sobretudo na carreira de Diplomata. Foi pensando nisso que convidei um excelente mestre dessa matéria para formular o desafio de hoje para vocês!

O professor Guilherme Bystronski elaborou essa lista mirabolante, que contém fatos que podem aparecer como “pegadinha” em questões de concursos. Leiam atentamente e tentem descobrir qual deles não é verdadeiro!

 

9 verdades e 1 mentira de Direito Internacional:

  1. Na história do Direito Internacional, há registro tanto de uma Corte de Justiça Centro-americana quanto de uma Corte Centro-americana de Justiça.
  1. A Corte Permanente de Arbitragem, sediada no mesmo prédio que a Corte Internacional de Justiça em Haia, nos Países Baixos, não é uma corte internacional permanente.
  1. Ministro das Relações Exteriores ou diplomata de carreira brasileiro que planeja viajar em avião comercial pode ser obrigado a passar pela máquina de raio-X no aeroporto ao embarcar.
  1. O Congresso Nacional não ratifica tratados, uma vez que não recebeu atribuição para tal.
  1. Embora ninguém discuta que a Santa Sé é sujeito de Direito Internacional, há discussão doutrinária sobre o fato de ser o Vaticano um Estado.
  1. Caso ocorra um crime previsto em nossa legislação em missão diplomática estrangeira em Brasília e o criminoso saia correndo na rua, as autoridades brasileiras não possuem jurisdição para prender e julgar a pessoa em questão.
  1. O fato de uma das partes no conflito matar prisioneiros de guerra ou atacar indiscriminadamente a população civil da outra parte combatente não permite que as autoridades dessa última respondam na mesma moeda.
  1. Violações de direitos humanos, por mais que sejam graves e generalizadas, não autorizam que um Estado possa fazer uso unilateral da força, ainda que deseje tão somente impedir que as violações continuem a acontecer.
  1. Embora o Conselho de Segurança da ONU esteja obrigado a respeitar os princípios e propósitos escorridos na Carta da ONU ao emitir resoluções, somente esse mesmo órgão está autorizado pela Carta da ONU a revê-las caso as mesmas contrariem o Direito Internacional.
  1. No Direito da União Europeia (UE), a afirmação segundo a qual tanto as fontes normativas primárias quanto subsidiárias dessa organização internacional possuem primazia face ao direito interno dos países europeus naquelas esferas onde a UE detém competência exclusiva decorre da jurisprudência do Tribunal de Justiça da UE, não estando prevista em nenhum tratado em vigor.

 

Gabarito em breve! 😉

 

[Atualização em 05 de maio: a mentira é o número 6.]

 

 

Participação especial neste post:

9 verdades e 1 mentira do Barão: Língua Inglesa

Estimados pupilos e pupilas,

 

Como já estamos carecas de saber (no meu caso, literalmente!), a Língua Inglesa é um idioma essencial na vida dos (as) profissionais de carreiras internacionais. Por esse motivo, dessa vez, a brincadeira será com essa disciplina!

Nossa mestra querida Manoela Assayag preparou uma relação supimpa sobre a etimologia das palavras, para que vocês possam aprender um pouco mais sobre esse tema e enriquecer seu vocabulário. Uma das explicações, porém, não é verdadeira. Qual será ela?

Enjoy! 🙂

 

9 truths, 1 etymological lie about the English language:

  1. The word ‘nuke’, short for nuclear weapon, is used in slang to refer to ‘cooking in a microwave oven’.
  1. One of the origins of the adjective ‘brash’ (you might think of a narcissistic world leader as an example here!) is the German verb ‘brechen’, which means… to vomit!
  1. One of the old meanings of the noun ‘mission’ was ‘purification of the soul’.
  1. The noun ‘jeopardy’ comes from the Old French ‘jeu parti’, which means ‘divided, uncertain game’.
  1. The noun ‘cabinet’ comes from the Latin ‘cavea’, which means ‘den for animals’.
  1. The noun ‘protocol’ comes from the Greek ‘protokollon’, which means ‘first sheet glued onto a manuscript’.
  1. One of the old meanings of the noun ‘quarantine’ refers to the desert in which Christ fasted for 40 days.
  1. The noun ‘brouhaha’ (which is synonymous with both ‘furor’ and ‘uproar’) is also used in French, but possibly comes from the Hebrew “barúkh habá” (“blessed is he who comes”).
  1. The adjective ‘draconian’ relates to Draco, the first legislator of Athens in Ancient Greece, who made death the penalty for most offences.
  1. The noun ‘consul’ was used to refer to magistrates in ancient Rome.

Sources: Online Etymology Dictionary; Cambridge Dictionary.

 

Gabarito em breve!

 

[Atualização em 05 de maio: a mentira é o número 3.]

 

 

Participação especial neste post:

9 verdades e 1 mentira do Barão: História do Brasil

Minhas caras e meus caros,

 

O desafio que trago hoje é sobre a disciplina de História do Brasil! Preparados (as)?

Descubram a mentira nessa lista supimpa de curiosidades, do excelente mestre João Daniel! 😉

 

9 verdades e 1 mentira de História do Brasil:

  1. O republicano Silva Jardim morreu ao cair no vulcão Vesúvio.
  1. A música “Pare de tomar a pílula” de Odair José foi proibida pelo regime militar brasileiro.
  1. Quem compôs o hino da presidência da República da Argentina foi D. Pedro I.
  1. O Barão do Rio Branco, jovem, ganhou na loteria, gastou o dinheiro todo na Europa e inventou, inadvertidamente, o carnaval fora de época no Brasil.
  1. O ex-presidente Café Filho foi goleiro de futebol. E Juscelino Kubitschek, médico proctologista, alegava, privadamente (sem trocadilhos), que com sua experiência podia consertar o Brasil.
  1. Getúlio Vargas consultava um médium italiano na Tijuca (Rua Professor Gabizo, no RJ) chamado de “professor”. Esse médium, que deu posteriormente consulta privada a Perón na casa Rosada, afirmava que Getúlio fora, em vidas passadas, Confúcio, Arquimedes e Demóstenes.
  1. Fernando Collor, em entrevista à revista Playboy, afirmou que era a reencarnação de D. Pedro I e seu irmão Pedro Collor, de D. Miguel. Por isso, ele foi denunciado. Vingança de outras vidas.
  1. Em 1910, a marinha brasileira tinha mais poder de fogo que a norte-americana e, em 1941, a produção cinematográfica nacional era a 2ª maior do mundo. Só perdia pra Hollywood.
  1. Em 1640, os paulistas coroaram um bandeirante rei contra o governo português e se separaram de Lisboa. O rei, no entanto, recusa o cargo e se esconde.
  1. Carlos Lacerda foi membro do Partido Comunista e seu nome é uma homenagem a Marx e Engels.

 

E aí, pupilos? Algum palpite? Comentem aqui com suas respostas!

 

Trarei o gabarito em breve.

 

[Atualização em 05 de maio: o gabarito é o número 5.]

 

 

Participação especial neste post:

9 verdades e 1 mentira do Barão: Política Internacional

Barões e Baronesas,

 

Vamos iniciar, hoje, uma série supimpa de posts no modelo da brincadeira “9 verdades e 1 mentira”, que fez sucesso nas redes sociais, para vocês testarem seus conhecimentos gerais e específicos nas disciplinas do universo das Carreiras Internacionais!

Assim sendo, ao longo desta semana e da próxima, teremos um textinho por dia, com nove assertivas verdadeiras e uma falsa sobre temas e curiosidades – e até mesmo umas fofocas dos bastidores mundiais – formuladas por um (a) grande mestre da matéria.

 

O primeiro desafio será sobre Política Internacional. Conseguem adivinhar qual é a mentira na lista abaixo feita pelo nosso querido professor Tanguy Baghdadi, meus caros?

Valendo! 😀

 

9 verdades e 1 mentira de Política Internacional:

  1. Hans Morgenthau era amigo pessoal da cientista política Hannah Arendt, com quem dividia o objetivo de incentivar a construção de uma base acadêmica no então recém‐criado Estado de Israel.
  1. O secretário‐geral da ONU, António Guterres, foi primeiro‐ministro de Portugal, presidente da Internacional Socialista e é engenheiro elétrico.
  1. O presidente dos Estados Unidos, Franklin Delano Roosevelt, era cadeirante, mas tentava esconder esta informação, para evitar o que poderia ser visto como um sinal de fraqueza em meio à Segunda Guerra Mundial.
  1. O presidente há mais tempo no poder é o de Angola, José Eduardo dos Santos, que ocupa o posto há 38 anos, e é pai da mulher mais rica da África, com fortuna estimada em US$ 3 bilhões.
  1. O ex‐jogador de basquete Dennis Rodman, que jogou pela seleção dos Estados Unidos e pelo Chicago Bulls, ao lado de Michael Jordan, é amigo pessoal do presidente da Coreia do Norte, Kim Jong‐Un.
  1. A primeira bomba nuclear testada pelos Estados Unidos chamava‐se Trinity.
  1. Se eleito presidente da França, Emmanuel Macron será o chefe de governo mais jovem da União Europeia, com 39 anos.
  1. A sede da ONU, em Nova Iorque, foi construída em um terreno doado por John Rockfeller Jr, e é a mais importante das 4 principais instalações da organização. As outras ficam em Genebra, Viena e Nairóbi.
  1. Vinícius de Moraes, João Cabral de Melo Neto e Guimarães Rosa ingressaram na carreira diplomática ‐ todos nos anos 1940. Vinícius foi aposentado compulsoriamente, durante o governo de Costa e Silva.
  1. Para evitar a imagem de país racista, o chanceler Mario Gibson Barbosa levou um médico, amigo seu, em sua viagem à África, em 1972, e o apresentou a todos como seu médico pessoal. O doutor Jair era ginecologista.

 

Deixem suas respostas nos comentários!

 

Trarei o gabarito para vocês em breve! 😉

 

 

[Atualização em 27 de abril: o gabarito é o número 7.]

 

Participação especial neste post: