Por onde começar? – Economia no CACD

Por onde começar? – Economia no CACD

Digníssimos e Digníssimas,

De uma forma geral, a Economia é uma área do conhecimento marcada por muitos mitos e estigmas. Dentre os mais comuns está a ideia de que a disciplina é muito complexa e até mesmo incompreensível nos tópicos relacionados a cálculos e fórmulas matemáticas. No contexto do Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD), essa noção ainda prevalece entre muitos candidatos, e isso faz com que os estudos dessa matéria se tornem um verdadeiro pesadelo para eles. Diante disso, hoje, vamos entender melhor como funciona a dinâmica da Economia ‘ceacediana’ e fazer essa impressão cair por terra! 😉

Uma característica importante das provas de Economia é que elas são bem diversificadas, isto é, abordam uma grande quantidade de temas, que são distintos entre si. Há alguns pontos, porém, que possuem um maior destaque e sempre aparecem nas questões. Esse é um aspecto que torna a disciplina mais previsível em relação às demais, e pode ser um elemento facilitador para os estudos. Outro traço que chama atenção é que, além da parte teórica, os exames têm trabalhado cada vez mais com as conjunturas econômicas da atualidade, relacionando os conceitos teóricos com os acontecimentos recentes no Brasil e no mundo.

No concurso de 2017, o edital trouxe um programa de Economia robusto e com diversos temas inéditos. O conteúdo foi dividido em quatro grandes áreas, que por sua vez se dividiram em itens e subitens mais específicos e pontuais da matéria. Abaixo, vocês podem conferir a relação resumida:

1 Microeconomia: 1.1 Demanda do consumidor. 1.2 Oferta do produtor. 1.3 Tipos de mercados e de bens. 1.4 Noções de Teoria dos Jogos. 1.5 Introdução à análise de custo-benefício.

2 Macroeconomia: 2.1 Contabilidade nacional. 2.2 Contas externas. 2.3 Economia do setor público e política fiscal. 2.4 O modelo IS-LM-BP. 2.5 Teoria e política monetária. 2.6 Política Monetária. 2.7 Crescimento e Desenvolvimento Econômico. 2.8 Teorema de Coase. 2.9 Emprego e renda.

3 Economia internacional: 3.1 Teorias de Comércio. 3.2 Macroeconomia aberta. 3.3 Comércio e Investimentos Internacionais. 3.4 O Sistema de Comércio Internacional. 3.5 Sistema financeiro internacional. 3.6 O Papel do G20 como principal foro de cooperação financeira global.

4 História econômica brasileira: 4.1 A economia brasileira no Século XIX. 4.2 Primeira República. 4.3 A Industrialização Brasileira no Período 1930-1945. 4.4 A década de 1950. 4.5 O Período 1962-1967. 4.6 A retomada do crescimento 1968-1973. 4.7 Desaceleração econômica e o segundo Plano Nacional de Desenvolvimento (II PND). 4.8 A crise dos anos oitenta. 4.9 Economia Brasileira nos anos noventa. 4.10 A economia brasileira na primeira década do século XXI. 4.11 Tópicos atuais de discussão.

De fato, meus caros, trata-se de uma disciplina que possui um conteúdo expressivo e trabalhoso, mas nada que uma preparação bem estruturada e dedicada não resolva. E para vocês percorrerem esse caminho da melhor maneira possível, nosso mestre versado nos assuntos econômicos do CACD, Daniel Sousa, vem dizer quais são as estratégias e os instrumentos que servem de base para os estudos!

 

Participação especial neste post:

avatar_sousaProf. Daniel Sousa – Mestre em Economia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ); especializado em Innovation in Business Learning pela Boston College. Leciona a disciplina de Economia nos cursos preparatórios da área de Carreiras Internacionais do Damásio Educacional – Clio.

 

 

 

DEMAIS POSTS DA SÉRIE:

Por onde começar? – História do Brasil no CACD

Por onde começar? – História Mundial no CACD

Por onde começar? – Política Internacional no CACD

Por onde começar? – Direito Internacional no CACD

Por onde começar? – Geografia no CACD

Por onde começar? – Língua Inglesa no CACD

.

Related Posts
Deixe um comentário
What is the capital of Egypt ?