De Olho na Banca: CACD – Língua Portuguesa

De Olho na Banca: CACD – Língua Portuguesa

Queridos mancebos e moçoilas,

Continuando a análise das bancas do Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD), hoje, vamos nos centrar nos aspectos das provas de Língua Portuguesa, uma disciplina que, tradicionalmente, apresenta um peso bastante significativo no certame. Isso ocorre, porque, além da matéria contar com um número de questões expressivo na Primeira Fase, a Segunda Fase consistia apenas na prova discursiva de Redação em Português até o ano passado, ou seja, uma etapa inteira do processo seletivo versava somente sobre essa disciplina. Podemos dizer, então, que a Língua Portuguesa merece um certo destaque nos planos de estudos, pupilos e pupilas!

No CACD 2017, ocorreram duas mudanças relacionadas às provas de Português. Uma delas foi a diminuição do número de questões objetivas (modelo “certo ou errado”) da primeira etapa para dez – nos anos anteriores a quantidade ficava em torno de catorze. Todavia, apesar disso, a disciplina continua sendo uma das que possuem maior peso na fase inicial do concurso. A outra alteração foi relativa à etapa discursiva: como vimos acima, a prova de Redação Português compunha toda a Segunda Fase até a última edição do certame; neste ano, a prova escrita de Língua Portuguesa – formada por uma redação de 600 a 650 palavras e dois exercícios de interpretação de 120 a 150 palavras – será acompanhada pelo exame discursivo de Língua Inglesa, cuja análise da banca foi feita neste post anterior.

Assim como as demais disciplinas, as provas de Português no CACD apresentam alguns traços específicos sobre o conteúdo, que não são comuns a outros concursos públicos. Por isso, os nossos mestres da última flor do Lácio, Isabel Vega e Fernando Entratice, vieram explicar em detalhes todas essas particularidades para vocês, meus caros! No primeiro vídeo, a professora Isabel aborda as características das questões objetivas da Primeira Fase e explica um elemento fundamental que torna essa prova tão singular. Em seguida, o professor Fernando esclarece os detalhes acerca do exame escrito da Segunda Fase, mostrando como o mesmo exerce uma função extremamente importante no que diz respeito ao cargo para o qual os candidatos se aplicam.

Vejam as explicações de cada mestre a seguir!

 

Parte 1 – Professora Isabel Vega:

 

Parte 2 – Professor Fernando Entratice:

 

Aproveito para lembrar, pupilos, que vocês podem conferir todos os detalhes sobre as provas do CACD 2017 na nossa análise completa sobre o Edital, que está disponível bem aqui! 🙂

 

Participações especiais neste post:

avatar_isabel

 

Isabel Vega –  Mestre em Literatura Brasileira pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Leciona a disciplina de Língua Portuguesa no Colégio Pedro II e nos cursos preparatórios de Carreiras Públicas e Internacionais do Damásio Educacional / Clio.

 

avatar_entraticeFernando Entratice – Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade de São Paulo (USP). Leciona a disciplina de Técnicas de Redação em Português, com ampla experiência na análise de correções da banca Cespe/UnB, nos cursos preparatórios de Carreiras Internacionais do Damásio Educacional / Clio.

 

Related Posts
Deixe um comentário
What is the capital of Egypt ?